Unilever aposta na tecnologia Blockchain para azeite de palma certificado sem desmatamento

O uso de blockchain pela gigante de alimentos pode beneficiar pequenos agricultores que cultivam palmeiras de forma sustentável e impedir o desmatamento de mais florestas tropicais do Sudeste Asiático.
29 março, 2022
Paolo De Andreis

Notícias recentes

A Unilever, uma das maiores produtoras de alimentos do mundo, anunciou um projeto piloto baseado em SAP tecnologia blockchain para certificar a origem de seu azeite de palma.

Segundo a empresa, o projeto pode abrir as portas para uma nova era de transparência, rastreabilidade e sustentabilidade da produção de azeite de palma, com o envolvimento de pequenos produtores nos países de origem.

Nossa solução permite que as empresas digam qual a porcentagem de produtos de azeite de palma que compraram de origem sustentável e rastreá-la até o produto de consumo final.- Nitin Jain, gerente geral, SAP GreenToken

As origens incertas do azeite de palma têm sido associadas a atividades de desmatamento em massa.

"Matérias-primas como azeite de palma são frequentemente blenddas com matérias-primas fisicamente idênticas de fontes sustentáveis ​​verificadas e não verificadas após a 'primeira milha' da cadeia de suprimentos, fazendo com que as informações de origem sejam ocultadas ou perdidas”, disse a Unilever em um comunicado à imprensa.

Veja também:55% dos consumidores preferem opções alimentares sustentáveis, segundo pesquisa

A necessidade de certificar e verificar a origem do azeite de palma se deve ao crescente interesse demonstrado pelos consumidores em todo o mundo em relação ao impacto ambiental dos alimentos.

Também se deve a regulamentações mais rígidas cada vez mais aplicadas em nível internacional. Por exemplo, a Comissão Europeia confirmou recentemente que está a trabalhar para suspender todas as importações de bens ligados ao desmatamento.

Anúncios

O projeto piloto da Unilever na Indonésia implantou a tecnologia blockchain GreenToken para obter mais de 188,000 toneladas de frutos de palmeira.

Segundo a empresa, as fontes de dendê da Unilever criaram tokens que "espelhar o fluxo material do azeite de palma em toda a cadeia de abastecimento e capturar os atributos únicos ligados à origem do azeite.”

Como resultado desse processo, a Unilever pôde rastrear, verificar e informar a origem do produto e seu processamento em toda a cadeia de suprimentos.

Andrew Wilcox, gerente sênior da Unilever, disse ao FoodNavigator que o novo sistema "aproveita os processos de negócios existentes, como a criação de pedidos de compra, bons recibos e registros de balanças, para originar e transferir esses tokens de mercadoria indivisíveis e irreprodutíveis e manter a contabilidade transparente em cada estágio da cadeia de suprimentos.”

Essas informações permitem que a empresa cumpra as regulamentações europeias, que exigirão que os produtores certifiquem voluntariamente e ofereçam acesso completo a informações como o tipo de commodity, volumes de produção, fornecedores envolvidos e país de produção.

De acordo com a comissão, os exportadores terão que especificar as coordenadas geográficas exatas da produção e certificar que sua cadeia de produtos está de acordo com as leis locais.

Segundo Nitin Jain, gerente geral do SAP GreenToken, a plataforma permite que as empresas "para trazer a mesma rastreabilidade e transparência da cadeia de suprimentos para matérias-primas a granel que você obtém ao escanear um código de barras ou QR em qualquer produto de consumo.”

"Nossa solução permite que as empresas digam qual a porcentagem de produtos de azeite de palma que compraram de origem sustentável e rastreá-la até o produto de consumo final”, acrescentou.

A Unilever observou que planeja alcançar uma cadeia de suprimentos livre de desmatamento até 2023.

Os parceiros da empresa, como a Golden Agri-Resources, disseram que a nova plataforma aumenta a transparência de suas operações e facilita o fluxo de informações entre os diferentes atores da cadeia de suprimentos.

De acordo com Wilcox, a tecnologia blockchain pode impactar significativamente as florestas tropicais onde os pequenos produtores "muitas vezes estão localizadas ao lado das áreas mais biodiversidade excepcional, as florestas e turfeiras mais ricas em carbono e, muitas vezes, os ecossistemas mais ameaçados, onde sua decisão de produção tem os impactos mais desproporcionais”.

A Unilever disse que a nova plataforma pode provar "transformacional” para a inclusão de pequenos produtores, pois eles podem acessar a certificação tanto de suas práticas sustentáveis ​​quanto de como elas progridem ao longo do tempo.

"Essa segregação virtual habilitada pela blockchain e combinada com os dados de rastreabilidade do punho, pode capturar informações sobre as práticas agrícolas e o ambiente dos pequenos agricultores para mostrar o esforço e o progresso feitos pelos pequenos agricultores em direção à sustentabilidade”, disse Wilcox ao FoodNavigator.

Enquanto muitos países em quatro continentes produzem azeite de palma, a maior produtor continua sendo a Indonésia que, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), responde por 59% da produção global. Cerca de 40 por cento da produção indonésia vem de pequenos agricultores.

O USDA estima que em 2022/23, a produção crescerá para 46 milhões de toneladas na Indonésia, 500,000 toneladas a mais que no ano anterior, devido à "clima favorável e preços mais altos para os produtores”.

De acordo com o USDA, as exportações no período devem subir para 30 milhões de toneladas devido à crescente demanda da China e da Índia.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estimou que, entre 1990 e 2020, 420 milhões de hectares de floresta foram perdidos globalmente para o desmatamento.

Mesmo contando a floresta recém-plantada ou regenerada, que pode compensar apenas parcialmente a perda, 178 milhões de hectares foram perdidos nesse período, uma área aproximadamente grande como todo o estado norte-americano de Dakota do Norte.



Olive Oil Times Série vídeo

Advertisement

Anúncios

Artigos Relacionados

Feedback / sugestões