FAO lança programa de prevenção Xf no norte da África e no Oriente Médio

O programa trabalhará para melhorar a capacidade técnica das instituições locais e dos agricultores e aumentar a conscientização sobre como evitar a disseminação da Xf por meio de detecção precoce, diagnóstico, monitoramento e medidas fitossanitárias.

Setembro 15, 2016
Por Isabel Putinja

Notícias recentes

Um programa de cooperação técnica foi lançado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) com o objetivo de impedir a disseminação de Xylella fastidiosa (Xf) no norte da África e no Oriente Médio.
Veja também:Artigos e atualizações de Xylella Fastidiosa
O objetivo do projeto é facilitar a detecção precoce, diagnóstico e monitoramento de Xf, uma bactéria que causou o devastação generalizada de oliveiras na região italiana da Apúlia.

O programa de cooperação técnica trabalhará para melhorar a capacidade técnica das instituições e agricultores locais e conscientizar sobre como evitar a disseminação de Xf por meio de medidas precoces de detecção, diagnóstico, monitoramento e fitossanitários. Começou em resposta a pedidos dos governos dos sete países-alvo, incluindo Argélia, Egito, Líbano, Líbia, Marrocos, Palestina e Tunísia.

O programa foi lançado oficialmente em Túnis em 29 de agosto de 2016 com um workshop de cinco dias que abordou o planejamento das atividades relacionadas ao projeto e a elaboração de um plano de ação para sua implementação operacional.

Seguindo as detecção de Xf nas oliveiras da Apúlia em 2013, as bactérias depois se espalhou para a ilha francesa da Córsega e sudeste da França em 2015. Medidas de prevenção como o programa lançado pela FAO são vistas como imperativas para impedir a propagação potencial de Xf para outras regiões do mundo.



Anúncios

Artigos Relacionados

Feedback / sugestões